quarta-feira, 28 de abril de 2010

Casarão das Rendeiras

 

Prefeitura oferece atendimento oftalmológico a estudantes da rede municipal

Prefeitura oferece atendimento oftalmológico a estudantes da rede municipal

Alunos que apresentam necessidades de correção ocular, bem como prescrição de óculos, ganham atendimento especializado. Ações fazem parte do Programa Saúde na Escola.

 

Para que o aluno tenha um bom aproveitamento escolar, além de tirar boas notas, um conjunto de fatores contribui para este processo. E um deles é essencial: a boa visão. A consulta a um oftalmologista ainda durante a infância pode prevenir muitos problemas, ou detectar outros que podem ser corrigidos. Os distúrbios visuais são freqüentes e podem afetar o aprendizado.

Os profissionais das Secretarias Municipais de Educação e da Saúde de Florianópolis, ligados ao Programa Saúde na Escola (PSE), do Ministério da Educação, estão orientando os professores da rede de ensino para detectar possíveis problemas de visão. Cada criança atendida passa por uma triagem, onde é feito um diagnóstico básico.

Entre as unidades educativas que já passaram, este ano, por esse procedimento estão as Escolas Básicas Acácio Garibaldi São Thiago (Barra da Lagoa), Luiz Cândido da Luz (Vargem do Bom Jesus), Maria Conceição Nunes (Rio Vermelho) e Beatriz de Souza Brito (Pantanal). Entretanto, todas as escolas da rede já estão habilitadas e em fase de conclusão das triagens.

Após essa etapa, os estudantes que necessitarem de consulta oftalmológica serão direcionados ao centro de saúde mais próximo para agendar uma consulta no Instituto da Visão Assad Rayes ou no Instituto dos Olhos Florianópolis, credenciados a prefeitura. Podem se consultar estudantes de 1º ano, alunos ingressantes (independente da idade) e crianças que já utilizam óculos. No ano passado, todos os alunos da rede municipal fizeram a triagem.

Para a médica pediátrica e coordenadora do PSE pela Secretaria Municipal da Saúde Jane Laner Cardoso os problemas de baixa visão não são detectados durante os anos iniciais de vida, e com o crescimento da criança é percebida uma dificuldade de aprendizagem por parte dos alunos devido à falta de conhecimento da doença. “As triagens são feitas para observar os casos que não apresentam sintomas, e com isso dificultam o aprendizado dos estudantes”, esclarece.

Glaucoma

Um desses problemas citados por Jane, que não apresentam sintomas e só podem ser detectados por médicos oftalmologistas é o glaucoma, doença ocular caracterizada - na maioria dos casos - pelo aumento da pressão intra-ocular que provoca danos estruturais e funcionais do olho. Outros, menos graves, e que também afetam o rendimento dos estudantes podem ser facilmente corrigidos se detectados precocemente.

Especialistas atestam que a primeira consulta ao oftalmologista deve ser feita entre 3 e 5 anos de idade. Entretanto, advertem a necessidade de uma nova consulta quando a criança ingressar no primeiro ano do ensino fundamental. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 500 mil crianças ficam cegas anualmente no mundo. Desse montante, aproximadamente 70% acabam morrendo nos primeiros anos de vida, em decorrência de problemas associados à doença que causou o comprometimento visual. Segundo a OMS, estima-se que 60% das causas de cegueira e severo comprometimento visual infantil são previsíveis ou tratáveis.

 PSE

Desde 2008, o Programa Saúde na Escola é desenvolvido principalmente nas escolas básicas e desdobradas pertencentes à Secretaria de Educação de Florianópolis. O objetivo é desenvolver ações de prevenção e promoção da saúde integral das crianças de 6 a 10 anos de idade, divulgando informações educativas sobre os principais cuidados com o corpo e com a saúde do organismo.

Uma das coordenadoras do Programa Saúde na Escola pela Secretaria de Educação em Florianópolis, Giorgia Wiggers, explica que a proposta é disseminar informações educativas entre as crianças, proporcionando a adoção de hábitos que contribuam para o desenvolvimento saudável das crianças e, principalmente, a aproximação entre os centros de saúde e as escolas, num trabalho conjunto que resultará em crianças mais saudáveis, conscientes e dispostas aos estudos.

“As atividades do PSE buscam educar as crianças para que elas aprendam a cuidar melhor do próprio corpo, adotando hábitos que contribuam para o seu crescimento saudável e também para a prevenção de inúmeras doenças. Criança saudável tem mais disposição e as possibilidades de aprendizagem são maiores”, destaca a coordenadora.

Eixos

Entre os temas incluídos no PSE, estão a importância das vacinas, prevenção de doenças, cuidados com a alimentação, higiene corporal entre outros. Cada escola envolvida no programa tem um professor responsável que mantém contato direto com um agente de saúde da região onde a escola está localizada.

O programa apresenta cinco eixos de atuação, são eles: monitoramento em saúde, nutrição e atividade física, educação para saúde sexual, agravos externos (prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas, prevenção de câncer de pele e educação para o trânsito) e saúde mental.

O Programa Saúde na Escola (PSE) foi instituído pela Presidência da República, por meio do Decreto nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007, em ação conjunta dos Ministérios da Educação e da Saúde, com a finalidade de contribuir para a formação integral dos estudantes da rede pública de Educação Básica, por meio de ações de prevenção, promoção e atenção à saúde.

 

Eixos de Atuação do Programa Saúde na Escola (PSE)

1. Monitoramento em Saúde

Saúde Bucal, Oftalmológica (triagem, consulta e feitio de óculos), Saúde Auditiva (triagem, encaminhamentos), Calendário Vacinal (atualização e acompanhamento)

2. Nutrição e Atividade Física

Atividades de acompanhamento e monitoramento da alimentação servida nas unidades educativas, exames antropométricos, e estímulo ao desenvolvimento físico e motor dos estudantes.

3. Educação para Saúde Sexual

Ações de prevenção a doenças sexualmente transmissíveis, gravidez precoce e homofobia.

4. Agravos Externos

Prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas, prevenção de câncer de pele e educação para o trânsito.

5. Saúde Mental

Grupos de escuta formado pelas Unidades Escolares e Postos de Saúde para análise dos casos que surgirem nas escolas.

 

 

terça-feira, 27 de abril de 2010

Saúde lança novo portal

A Secretaria de Estado da Saúde está estreando seu novo portal, no
endereço www.saude.sc.gov.br. Além das mudanças no design, foram incluídos
novos menus e ferramentas, como a tarja-padrão do Governo, que dá acesso
rápido à Ouvidoria do Estado, e o link para a página da SES na rede social
do twitter, no www.twitter.com/saudepublicasc. O novo site da SES foi
desenvolvido pela Gerência de Tecnologia da Informação, com especial
empenho da gerente da área, Sonia Souza, e dos servidores Joseane Mattje e
Jorge Atherinos Pierri. As mudanças também contaram com a consultoria da
diretora-geral da SES, Rosina Moritz dos Santos, e da assessora de
comunicação, Ana Lavratti.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Polícia Civil prende dupla com maconha, LSD e ecstasy na Grande Florianópolis

Palhoça – A Polícia Civil, através da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e Central de Operações Policiais (COP) da Capital, prendeu por tráfico de drogas e associação para o tráfico, Joubert Priori Domingues, de 28 anos e Ênio de Oliveira Silva Júnior, 26, na última sexta-feira (23), próximo ao pedágio da BR-101, em Palhoça, Grande Florianópolis. A dupla foi presa em flagrante com 3 Kg de maconha, 21 micropontos de LSD, 12 comprimidos de ecstasy, uma balança de precisão, além de certa quantia em dinheiro. Também foi apreendido o veículo VW/Fox, de cor prata, utilizado, no momento da abordagem, por Domingues e Júnior.  

 

Das diligências

 

De acordo com a Divisão de Repressão a Entorpecentes (DEIC/DRE), durante as investigações apurou-se que Domingues e Júnior sairiam, na última sexta-feira (23), do Bairro Canasvieiras, em Florianópolis, em direção à cidade de Imbituba/SC, onde ocorreu o campeonato de Surf WCT, evento no qual a droga seria vendida.

 

Diante das informações, os Agentes da DEIC/DRE passaram a monitorar o veículo VW/Fox. Ao confirmarem seu destino, repassaram a informação para os Agentes do COP da Capital, que procederam à abordagem, próximo ao pedágio da BR-101, em Palhoça/SC.

Graduação a distância

Aulas de graduação a distância começam em maio na Estácio

Estão abertas as inscrições para os cursos de graduação a distância da Estácio de Sá.  Entre as opções estão Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia e Sistemas de Informação, que têm duração de 4 anos. Já para quem preferir a graduação tecnológica, que é feita em 2 anos e meio, os cursos oferecidos são Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão de Recursos Humanos e Marketing.

Os interessados podem fazer a inscrição pelo site www.estacio.br/ead e agendar a redação de segunda a sábado no campus da Estácio de Sá, em Barreiros, São José.  As aulas começam dia 3 de maio.

Mais informações pelo fone (48) 3381 8000 ou através do email informacoes.fessc@estacio.br

 

domingo, 25 de abril de 2010

Portal MGS cria Fórum virtual e Circuito Fora do Eixo

Está a fim de participar de um fórum virtual para discutir a produção musical no estado? Então confira o link abaixo. A ferramenta é uma iniciativa do Carlos de Aquino Santos (banda Liss, usuária aqui do MGS) para turbinar as discussões e ações para consolidar ainda mais a cena catarinense. Já estamos lá e, avaliamos que seria muito bom, que os usuários do MGS contribuíssem nesse debate.

http://sconectada.forumbrasil.net/

Também foi criada uma comunidade do Ação Sonora e do MGS no portal Fora do Eixo, que é um super espaço para divulgação e troca de experiências, mais ou menos nos moldes de nosso modesto MGS, só que em nível nacional. Seria muito legal tê-los por lá, reforçando nossa iniciativa na cena estadual.

http://foradoeixo.org.br/profile/acao-sonora-santa-catarina

Profissionais podem optar por 83 cursos de qualificação do SENAI

O SENAI está com inscrições abertas para 83 cursos de curta duração, destinados a formar trabalhadores para atender demandas específicas de 16 setores industriais. Os cursos são oferecidos nas unidades de Balneário Camboriú, Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Concórdia, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Palhoça, Rio do Sul, São Bento do Sul, São José, São Miguel do Oeste, Taió, Tijucas, Timbó e Xanxerê.

 

Os cursos têm o objetivo de aprofundar os conhecimentos e competências dos trabalhadores das indústrias e de qualificar profissionais que desejam buscar nova área de atuação. As formações são nas áreas alimentos, automação, automotiva, construção civil, elétrica, eletroeletrônica, eletromecânica, gestão, informática, mecânica industrial, metalmecânica, moda, plástico e polímeros, segurança, têxtil e vestuário.

 

A duração dos cursos varia de 8 horas (a exemplo do curso básico de Segurança do Trabalho) a 320 horas (curso teórico de Piloto Privado de Helicóptero).

 

As aulas iniciam entre os dias 3 e 8 de maio. Informações e inscrições pelo telefone 0800 48 1212 ou no site www.sc.senai.br.

 

Confira os cursos disponíveis:

 

Balneário Camboriú: Eletrônica Básica, Costura Industrial em Malha e Modelagem;

 

Blumenau: pedreiro de alvenaria com material, Autocad, segurança na operação de empilhadeira, programa de desenvolvimento de líderes, gestão de oficinas mecânicas, assistente administrativo, capacitação de líderes de equipe de trabalho pelo método TWI, comandos pneumáticos, tratamento térmico, preparação de pastas para estamparia, arte com tecidos, PPCP para confecção;

 

Brusque: Fresamento CNC - Comando MACH 09, Solidworks - Desenho Assistido por Computador, Modelagem avançada em Malha;

 

Caçador: NR - 33 Capacitação para Trabalhadores em Espaços Confinados, Operador de Empilhadeira;

 

Chapecó: Soldador MIG, SOLDA MAG, Refrigeração Básica Industrial, Metrologia, Mecânica de Automóveis, Concórdia: NR 10 - Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade - Básico, Linux Módulo II (Servidores), Manutenção de Computadores, Periféricos e Instalação de Sistema Operacional;

 

Florianópolis: Boas Práticas de Fabricação (BPF), Manutenção de Condomínio, CCNA - CISCO 2;

 

Itajaí: Soldador de Estrutura Naval e Operador de Empilhadeira de Pequeno Porte;

 

Jaraguá do Sul: MOPP Condutores de Veículos de Transporte de Produtos Perigosos;

 

Joinville: Robótica Básica, Fresamento Parametrizado, Fresador Convencional, Excel Avançado, CAD em Confecção, CLP S7 200 Nível I, Processo de Fibra de Vidro, Curso para Condutores de Veículos de Transporte de Produtos Perigosos - MOPP, Lógica de Programação

e Sistema de Freio Pneumático I;

 

Lages: Eletricista de Automóveis;

 

Palhoça: Eletroeletrônica Veicular Básica, Mecânico de Motocicletas, Mantenedor de Sistemas de Injeção Eletrônica de Motocicletas, Instalador de Som e Acessórios Automotivos, Consultor Técnico Automotivo, Automação Industrial, NR 10 - Básico - Segurança em Instalações e Serviços com Eletricidade, Informática Básica para a Terceira Idade, Linux Básico e Excel Avançado;

 

Rio do Sul: Programa de Desenvolvimento de Líderes, Emergência, Cronometragem, São Bento do Sul: NR10 - Básico de Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, Torneiro Mecânico, Soldador Mag/MIG, TIG, Oxiacetilênica e Elétrica Convencional, Mecânica Geral, Mecânico de Manutenção e Programador de Torno CNC

 

São José: Eletricista Instalador Residencial, Piloto Privado - Avião Teórico, Piloto Privado - Helicóptero Teórico, Solid Works - Nível Básico, Costura Industrial e Modelagem Industrial Básica;

 

São Miguel do Oeste: Fabricação de Queijos e Soldador Industrial;

 

Taió: Qualidade no atendimento ao cliente e Costura industrial;

 

Tijucas: Qualidade no atendimento, Curso Básico de Segurança do

Trabalho, Operador de Empilhadeira e AutoCAD;

 

Timbó: Desenvolvimento de Líderes;

 

Xanxerê: Eletricista de Automação;

 

Escolas da rede pública estadual recebem DVDs "Sem Palavras"

A Secretaria de Estado da Educação vai distribuir, até maio deste ano, 400
cópias do DVD "Sem Palavras", doados pela produtora Contratempo, para
bibliotecas das escolas de ensino médio da rede pública estadual.
Produzido em média-metragem, o documentário apresenta um dos lados da
história contada a partir de lembranças de quem era criança nos de 1940.
Lançado em 2009 pela jornalista Kátia Klock, o DVD traz narrativas da
infância de crianças que passaram pelos anos de 1940, servindo de
matéria-prima para o documentário. A produção do "média-metragem" ocorreu
por meio do Prêmio Edital Cinemateca da Fundação Catarinense de Cultura,
tendo a Contraponto como vencedora do edital.